Missão:

A nossa missão tem como objectivo a protecção de animais abandonados, acolhendo-os com carinho e proporcionando-lhes cuidados veterinários que a sua situação de saúde exija (mas nos quais se incluem, pelo menos, desparasitação, vacinação e esterilização). Paralelamente, divulgamos esses animais para que encontrem famílias que os respeitem e os adoptem com responsabilidade.

 

Como Ajudar:

A ajuda de todos é preciosa! Pode ajudar os nossos animais através de donativos diversos, que promovam os seu bem-estar, donativos monetários para ajuda nas despesas de veterinário, ou simplesmente fazer a divulgação dos nossos animais, contribuindo assim, para uma responsável adopção.

 

Donativos Monetários:

Para o envio de donativos monetários, agradecemos que o façam para o NIB 0079 0000 4682 5711 10193

 

 


 

 


 

 


 

 


.pesquisar

 

.posts recentes

. As Miúdas Giras da MPF :-...

. Os Rapazes Giraços da MPF...

. Newsletter Março 2012

. PALOMA , o Esqueleto - Ac...

. SOS..Torres - Actualizaçã...

. Ida à praia!!

. Até um dia ....Patanisca!

. SOS..Torres

. C.C.COLOMBO - Campanha de...

. Twix - Satisfaz 2 vezes (...

. TRIXIE - Mãe abandonada (...

. PALOMA - O Esqueleto (Apa...

. VITÓRIA - A Velhota Espev...

. Newsletter Fevereiro 2012

. Leãozinho - À espera de a...

. STELLA - Mãe Abandonada (...

. SORAYA - Peace and Love (...

. LAIKA (Adopção/Apadrinham...

. MATIAS - O Meiguinho (Ado...

. NANCY - A Baixote (Adopçã...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

.tags

. adopcao(75)

. adopçao(39)

. adopção(8)

. adopcoes(36)

. adoptados(149)

. adulta(7)

. adulto(5)

. afonsinho(4)

. alvim(2)

. amélia(2)

. apadrinhamento(29)

. becky(3)

. benji(2)

. benny(5)

. bernardo(3)

. bia(3)

. bianca(3)

. blueeyes(2)

. bruna e maria(2)

. cacau(2)

. cachorra(13)

. cachorro(14)

. cachorros(2)

. cadela(53)

. campanhas(13)

. cao(40)

. cão(7)

. carlitos(3)

. carocha(4)

. chico(2)

. chocapic(3)

. cronica(5)

. cuca(3)

. daisy(2)

. fafá(2)

. femea(10)

. fifi(2)

. flor(2)

. fred(5)

. galucho(4)

. gastão(3)

. gata(10)

. gatinha(2)

. gatinhos(4)

. goncalinho(6)

. gui(3)

. happy(3)

. hope(4)

. jessie(2)

. joaninha(5)

. kali(2)

. kao(3)

. kelly(3)

. kiki(4)

. kiko(2)

. kima(3)

. léon(2)

. lucy(2)

. luna(3)

. macho(5)

. mara(3)

. maria(3)

. maria do mar(4)

. maria do monte(3)

. maria papoila(3)

. mariana(3)

. marie(3)

. marilyn(4)

. martim(3)

. matilde(11)

. memorial(3)

. mimosa(15)

. novelo(3)

. oddie(13)

. patanisca(3)

. pikachu(3)

. pintas(5)

. pipoca(3)

. pirucas(4)

. porte grande(14)

. porte medio(33)

. porte médio(6)

. porte pequeno(47)

. pretty(3)

. rafa(4)

. recuperacoes(27)

. recuperações(11)

. recuperaçoes(3)

. ricky(3)

. sandy(4)

. sasha(3)

. scott(6)

. simao(3)

. tazo(3)

. tommy(4)

. urgente(5)

. urgentes(7)

. willy(3)

. yuri(6)

. zémaria(3)

. todas as tags

.subscrever feeds

Terça-feira, 8 de Setembro de 2009

Crónicas da Manelita

As Crónicas da Manelita são uma forma de analisar e comentar alguns aspectos do nosso quotidiano, através de uma olhar atento de quem, com um espírito assaz críitico, não se pauta pela indiferença.

 

Semanalmente, a Manelita com o seu dom da escrita e com a sua visão muito pessoal, das coisas, dar-nos-á o prazer de momentos de leitura divertidos, sérios, preocupantes, descontraídos e certamente, sarcásticos.

A BATALHA


Subo, com esforço, que os anos já pesam, para o autocarro que, cinco dias por semana, me transporta da tranquila aldeia onde, agora, moro para o meu trabalho em Lisboa. Sento-me e abro o livro que releio – Guerra e Paz, de Tolstoi – na página marcada com uma dobra, exactamente na altura da Batalha de Borodino,  da marcha das tropas napoleónicas sobre Moscovo e da debandada dos russos, nobres e camponeses,  senhores e servos (as “almas”, como lhes chamavam) abandonando a cidade, deixando a terra queimada.   A descrição da tragédia -  dos invasores e dos invadidos, das dezenas de milhar de mortos de ambos os lados,  o clamor da armas, o estrondear dos canhões, o povo e a soldadesca russa em fuga, os feridos e estropiados tentando, também, escapar -  à mistura com o ronronar do motor do autocarro e da sua cadência embaladora, causam-me sonolência. O livro escorrega-me do colo e adormeço.

 

E sonho. Sonho que vivo num país idílico, onde o céu é sempre azul, apenas salpicado de nuvenzinhas, mais ou menos branquinhas, mais ou menos cinzentas, para não ser tudo bonitinho em demasia, e em que as  pastagens, que se estendem por lonjuras, até aos sopés de montanhas, coroadas de neve,  são sempre verdejantes;  onde os ventos que se semeiam, não colhem tempestades, antes a bonança, onde as pessoas, de todas as raças e credos, vivem em harmonia e, em igual harmonia, convivem com todos os animais, vertebrados e invertebrados, desde o mais insignificante molusco ao corpulento elefante, fazendo lembrar aquela imagem do paraíso terrestre, retratada num folheto, divulgado e distribuído por uma conhecida seita religiosa, e para a qual olho, sempre incrédula mas nem por isso menos fascinada;  sonho que os nossos governantes são pessoas de bem, honestas, incorruptíveis, que põem, acima de tudo, o bem-estar do seu povo, a verdade e a justiça; sonho que todos eles são defensores acérrimos dos animais e os respeitam; sonho que todos os líderes de partidos têm, como uma das prioridades do seu programa eleitoral, regulamentar os direitos dos animais, legislar sobre eles, para os proteger, tornar a sua vida cada vez melhor e que, em consequência dessa vontade, no meu país, neste país fabuloso, não há touros e cavalos torturados em touradas, caçadores que matam tudo o que mexe, espectáculos de circo com animais que vivem em condições degradantes; sonho que estou num país onde não se inauguram biotérios – fábricas de sofrimento em prol da “ciência”; sonho que não existem cães e gatos abandonados, seviciados, injuriados, atirados de carros em andamento; sonho que não existem canis camarários, linhas de montagem da Morte, campos de concentração e extermínio.

 

Um solavanco. O autocarro pára. O motorista diz, com voz grossa: chegámos!  e desperto do meu sonho mítico.  Levanto-me meio anquilosada, que a viagem é comprida. Apanho A Guerra e Paz,  saio,  trôpega e ensonada. Chegámos, é verdade. Chegámos ao  Campo Grande. E vejo,  com pasmo, todas aquelas almas, às dezenas, às centenas, aos milhares, e das  quais sou uma parte infinitesimal, andando apressadas, correndo, para o metro, para os autocarros, para os táxis, para não sei onde, na ânsia não sei de quê, em busca de coisa nenhuma, numa batalha constante, um Borodino sem fim.

 

7 de Setembro de 2009

 

tags:
publicado por Missão Patas Felizes às 23:43

link do post | comentar | favorito

Missão Patas Felizes na SIC

 


Questões ou Sugestões para:patasfelizes@gmail.com

Maio 2009 Copyright © Patas Felizes

Contador automático:

Nº de visitantes em simultâneo:

 

 

TORRES

PALOMA

LEÂOZINHO

ODDIE

Urgentes

 

Cachorro

Cachorra

Cao

Cadela

Gatinhos

Todos

 

Adoptados

 

As Recuperações

 

Em memória de...

 


 


 

Ajude-nos

Auxilie a nossa Missão de recolha/tratamento/adopção de animais abandonados. Obrigado pelo Seu donativo.

- - - - - - - - - -

Help Us

Help us in our mission of collecting / treatment / adoption of abandoned animals. Thank you for your donation.

 


 

PARA ADOPÇÃO

 

TWIX

TRIXIE

VITÓRIA

STELLA

SORAYA

LAIKA

MATIAS

NANCY

ALVIM

MARIA DO MAR

HAPPY

SAMIRA

PATANISCA

LUCY

MARA

KIMA

MIMOSA

TAZO

SEBASTIÃO